Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Sweet World

Ter | 21.04.15

Desabafo

Não percebo como é que a vida pode ser tão injusta, não percebo. Expliquem-me como é que como é que este mundo está cheio de pessoas más, pessoas que vivem a vida a fazer mal aos outros e que não fazem falta nenhuma a ninguém, mas que têm uma saúde de ferro e que vivem anos a fio. E expliquem-me como é que às pessoas boas que as suas vidas são as vidas dos outros pode acontecer tanta coisa má? Expliquem-me!

Uma grande amiga minha, que conheço desde os meus 5 anos, que passou a vida a ajudar toda a gente perdeu o marido, um homem igualmente bom, sempre com um sorriso para oferecer, que fazia toda a gente sentir-se em casa na sua casa, aliás a casa deles é quase a minha segunda casa. Um homem que dedicou a sua vida à Igreja Evangélica, era Pastor, um homem que escolheu como profissão passar a palavra do amor, da justiça, a palavra de Deus. E é aqui que eu me espanto, às portas da morte, depois de anos a sofrer com a merda de um cancro, sim porque esta doença não tem outro nome, é uma merda, que tem feito sofrer as pessoas que eu mais  gosto, encarava a vida ou a morte com um sorriso, a animar as outras pessoas que estavam tristes por ele. Hoje no velório tentei conter as lágrimas, pois sei que ele não queria ver as pessoa a chorar, mas não consegui, ele não merecia, a família não merecia.

Tantos anos que passou a convidar-me para ir assistir a uma missa dele, para ir à sua igreja e eu sempre a adiar, pois achava uma seca missas, era tão miúda. Hoje, ao fim de tantos anos finalmente entrei na tua igreja Paulo, assisti a uma cerimónia onde eras tu o protagonista e não o Senhor. Só peço desculpa por ter sido só agora. Sempre achei que tinha tanto tempo para ir ver-te a passar a palavra do Senhor e esse tempo esgotou. 

 

Isto foi só um desabafo.