Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

My Sweet World

Seg | 03.11.14

O que o "Sexo e a Cidade" nos ensina

Sim, é verdade que não sou do tempo da série o "Sexo e a Cidade", mas a verdade é que comecei a ver a série online, pois vi os filmes e adorei e também vi a série "Carrie Bradshaw Diaries", que mostra quando a Carrie Bradshaw era apenas uma adolescente, a sua vida antes do sexo e da cidade. Ao acompanhar a série Sexo e a Cidade conseguimos aprender algumas lições de vida e aqui ficam algumas.

1- Nunca se esqueça das amigas: Não há nada como ter bons amigos por perto. São os amigos que estão sempre por perto, são eles que nos aplaudem os sucessos, mas que também estão lá nas tristezas e quando é preciso também sabem ralhar. Por isso, mesmo que tenha aquela sensação de borboletas na barriga por causa da nova paixão não te esqueças de quem teve sempre lá para ti, tenta arranjar um tempinho para estar com as amigas de sempre. 'Dizem que nada dura para sempre; os sonhos mudam, as tendências vão e vem, mas a amizade nunca está fora de moda', disse Carrie Bradshaw num dos episódios. Uma boa amiga consegue saber o que sentimos apenas com um olhar, talvez por isso a protagonista de 'O Sexo e Cidade' diga que "as amigas são as nossas verdadeiras almas gémeas e os homens apenas pessoas com quem nos divertimos."

2 - Antes de encontrar o certo divirta-se com o errado: Na vida, já nada é definitivo, por isso é normal que não te vás casar com o primeiro namorado. Por isso, enquanto estiveres na caminhada para encontrar o 'mais que tudo' não tenhas medo de conhecer outras pessoas, apaixona-te e desilude-te, assim quando aparecer o tal já experimentaste do que há de mau no mundo e já sabes que os defeitos do teu homem não são assim tão maus. Como diz Carrie "Ele era o equivalente em carne e osso a um vestido DKNY – sabes que não é o teu estilo, mas está mesmo ali, por isso acabas por experimentá-lo.'  Se não correr bem, vai ter mais histórias e aventuras para contar mais tarde.

3 - Há sempre alguém que nos completa: Pode não aparecer, quando estamos à procura, mas acaba por surgir na nossa vida mais cedo ou mais tarde. "Os homens são como as estrelas, há milhões mas só um pode tornar os nossos sonhos realidade." Esperemos que sim, Carrie...

4 - Antes de tentares amar alguém, lembre-te de gostar de ti mesma: "Não te esqueças de te apaixonar por ti mesma", dizia Carrie. Até porque é um bocado difícil amar alguém que não nos amamos a nós próprias.

5 - A beleza não é tudo: Nem uma boa parte! Mais vale ter ao nosso lado uma pessoa que goste realmente de nós e que faça tudo para nos conquistar do que um príncipe pouco emotivo. "Os homens demasiado giros não são bons na cama porque nunca tiveram que o ser ", afirmava Carrie. E como a beleza não é eterna (sim, mesmo para eles) pense duas vezes antes de escolher um homem pelos atributos físicos.

6 - Antes solteira do que mal acompanhada: Afinal, qual é o problema de estar sozinha? É melhor estar sozinha e feliz do que ao lado de um homem que só traz dores de cabeça. Longe vai o tempo das tias encalhadas. "Antes, solteira queria dizer que ninguém te queria. Agora significa que somos sexy, que estamos tranquilas acerca da nossa vida e acerca de quem a vai partilhar connosco."

7 - Às vezes, ir às compras é mesmo um bom antidepressivos: Não há melhor sensação do que vestir uma peça nova, nem que seja um simples par de brincos. Levanta o espírito e aumenta a auto-estima. È o melhor remédio, sem contra indicações para o corpo (só para a carteira...). Uma mudança de visual também ajuda.

8 - Não é possível fugir do amor: Esta é maior lição de todas: ninguém vive sem ele. Podemos sofrer, chorar mas eventualmente vamos acabar por amar alguém de novo, ou dar de caras com um amor não resolvido. No fundo, os homens levam-nos num carrossel de emoções sem o qual não conseguimos viver. Ou como dizia Carrie "talvez os homens sejam como drogas: às vezes afundam-nos e, por vezes, colocam-nos no topo." E, em qualquer dos casos, a dependência nunca é boa.